Publicado em

PB tem segundo maior índice de pessoas com deficiência

PB tem segundo maior índice de pessoas com deficiência do país

Nesta quinta-feira(21) comemora-se em todo país o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. A data foi criada a partir da lei Num 11.133, de 14 de julho de 2015, numa pauta defendida pelo Movimento pelos Direitos das Pessoas Deficientes em prol da cidadania, inclusão e participação plena na sociedade.

E a Paraíba é o segundo estado com o maior índice de pessoas com deficiência do país, com um a cada quatro habitantes declarando conviver com algum tipo de limitação visual, auditiva, motora ou mental. De acordo com dados do Último Censo do IBGE, em 2010, dos 3.766.834 habitantes no Estado, 27,76%, que representam 1.045,631 pessoas, declaram ter ao menos um tipo de deficiência. Em todo país são mais de 45,6 milhões de pessoas com deficiência, e ao redor do mundo, este número chega a um bilhão, segundo informações das Organizações das Nações Unidas(ONU).

“O Estado tem que reabilitar o deficiente com o que existe de melhor, está na constituição.
Oferecendo políticas públicas e serviços de saúde adequados, além de produtos de alta qualidade. Quanto melhor a prótese ou órtese, melhor para o usuário. Mas em um país sem recursos, a maioria das pessoas portadoras de deficiência é obrigada a utilizar produtos de baixíssima tecnologia. Falta ao Brasil melhorar muito a concepção de órteses e próteses”, destacou o presidente da Associação Brasileira de Ortopedia Técnica(Abotec), Peter Kuhn.

Para discutir as principais inovações na área de reabilitação e a inclusão social de milhões de pessoas: acessibilidade e autonomia, cerca de 400 especialistas em ortopedia técnica de seis países (Brasil, Estados Unidos, Holanda, Alemanha, Argentina e Colômbia) irão se reunir em João Pessoa, entre os dias 3 e 6 de outubro, durante o V Congresso Latino Americano e o XI Congresso Brasileiro de Ortopedia Técnica. O Evento será no Hotel Tambaú e tem promoção da Associação Brasileira de Ortopedia Técnica (Abotec).

Ao Todo, serão 30 palestras sobre temas relevantes da área, além de cursos de capacitação, workshops e exposição de tecnologias, equipamentos e produtos. Durante quatro dias, os participantes debaterão inovações e tecnologias que estão a serviço dos profissionais e dos portadores de deficiência física, como próteses biônicas, sistemas de confecção de próteses com auxílio do computador, novas tecnologias em cadeiras de rodas, novos sistemas de avaliação de paciente amputados, entre outros assuntos.

O eventos foi planejado para contribuir com o desenvolvimento técnico-cientifico dos ortesistas e protesistas de todo país. “O evento será uma oportunidade para troca de informações e contatos profissionais. Esperamos que todo o conhecimento adquirido nas palestras, cursos, workshops e outras atividades contribuam para um melhoro resultado dos pacientes com deficiência”, disse o presidente da Abotec.

Entre os especialistas internacionais, estarão em João Pessoa a holandesa Lisan Scheepers e o alemão Kai Hendrik Bussiek Cillien, especialistas em movimento para pacientes com próteses nos membros inferiores, o argentino Marcelo Lofiego, que discutirá sobre exoesqueleto. Também estão confirmadas as participações do alemão Alexander Hardt, que fará apresentação sobre órteses neurológicas, e do especialista americano Andy Marsland fará palestras sobre conforto, segurança e novas tecnologias protéticas.

Os interessados em participar podem fazer a inscrição no site do evento(www.abotec.org.br/congresso2017/), com investimento a partir de R$ 430,00. Mais informações pelos fones (11) 2950-6575 / 2978-3283 / 2950-2874 e pelo e-mail eventos@abotec.org.br. O evento é uma realização da Abotec e conta com o apoio da ISPO Brasil.

fonte:PB News